Notícias

Diguinho fiscaliza SAAE e cobra pela 5ª vez a convocação do Secretário

15/04/2014

Diguinho fiscaliza SAAE e cobra pela 5ª vez a convocação do Secretário
Usando a tribuna em Sessão Ordinária, ocorrida no dia 7 de abril, Diguinho cobrou do Executivo a iluminação das ruas Aristide de Andrade, Jorge Antão e Rosa Penido, que se encontram totalmente às escuras. Diguinho relatou mais uma vez que as tarifas cobradas pelo SAAE estão muito altas, alegando que algumas chegam a triplicar o valor da conta anterior.

"Estou cobrando mais uma vez a transparência dos atos públicos, pois é unânime o clamor da população, que está totalmente indignada com o valor de suas contas, além de não perceber benefícios ou medidas que coloquem fim nas cobranças", disse Diguinho.

O vereador lembrou ainda que já faz mais de dois meses que requereu informações a respeito da porcentagem de aumento, de 2009 até a presente data, valor da inflação acumulada no mesmo período, quais os bairros já contemplados com a coleta do esgoto e quais os contemplados com a coleta e tratamento do mesmo, e que, até o momento, não obteve respostas.

Cobrou também a lista com nome dos conselheiros da Autarquia, contendo as respectivas qualificações técnicas, já que os mesmos, junto ao diretor do órgão, são os responsáveis pela aprovação do aumento.

Por fim, Diguinho enumerou as irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo em relação ao SAAE, que envolvem divergências de informações, ausência de comprovantes de pagamento, alterações orçamentárias sem prévia autorização legislativa, e indicação dos recursos que contrariam a Constituição Federal.

Após estas informações, solicitou, pela quinta vez, ao presidente do Legislativo, a convocação da convocação ao Diretor da Autarquia para prestar esclarecimentos à população, através de questionamentos em Sessão Ordinária.

Além das indicações o vereador também apresentou dois requerimentos, sendo aprovado o requerimento exigindo respostas de uma sindicância que seria instaurada a respeito do Micro-Ônibus da Secretaria de Educação flagrado na praia em Ubatuba em um sábado há três meses atrás. Já o requerimento a respeito da construção de um Teleférico que inclusive é objeto de investigação do Ministério Público Federal e Estadual, foi reprovado por sete votos a dois, onde foi requisitado informações por parte do Exmo Sr. Prefeito e dos Exmos Sr. Vereadores que votaram favoravelmente ao PL nº 037/2011, culminando a promulgação da Lei nº 3727/2011.